Istambul é uma cidade gigantesca. A velha Constantinopla e histórica capital do Império Otomano é o tipo de sítio onde até os residentes podem ter problemas a orientar-se em certas áreas, especialmente nas zonas antigas em que todas as ruas são semelhantes e não parecem levar a lado algum. Posto isto, se estiveres de visita à capital turca e o teu tempo é limitado, então é importante que saibas de antemão onde ir e o que ver. Assim sendo, se estás à procura da melhor forma de passar 4 dias em Istambul, fica com este artigo e prepara-te: vai ser uma aventura em cheio!

 

ROTEIRO DE 4 DIAS EM ISTAMBUL

DIA 1 – CENTRO HISTÓRICO – DISTRITO DE SULTANAHMET

Para o teu primeiro dia, o melhor é ires direto ao assunto! Considerada a área mais turística de Istambul, o distrito de Sultanahmet é o paraíso de qualquer viajante. Sendo o quarteirão onde se localizam as atrações mais populares e impressionantes da cidade, é a área perfeita para explorares à medida que te vais ambientando ao ritmo frenético daquela que é, indubitavelmente, uma das mais grandiosas cidades do planeta. Aqui está o que deves ver no primeiro dos teus 4 dias em Istambul:

 

HAGIA SOPHIA

Situada numa da praças mais incríveis que já vi (Praça Sultanahmet), a Hagia Sophia é o marco turístico mais famoso de Istambul. Tendo testemunhado todas as mudanças a que a cidade foi sujeita ao longo dos últimos 1500 anos, esta estrutura gigantesca foi também ela própria alvo de inúmeras alterações com o decorrer dos séculos. Construída originalmente como uma Catedral Ortodoxa Grega, foi convertida numa Mesquita aquando da conquista da cidade pelos Otomanos em 1453, e finalmente num museu quando a República da Turquia foi fundada. Hoje em dia, podes visitá-la e ver por ti próprio/a a combinação muito pouco usual de elementos Muçulmanos e Cristãos dentro do mesmo espaço. Como um dos edifícios religiosos mais antigos do mundo, a Hagia Sophia é um verdadeiro tributo à história rica e turbulenta da região.

 

MESQUITA AZUL

Erguida no lado oposto da mesma praça, a Mesquita Azul (oficialmente Mesquita do Sultão Ahmed) quase parece magnífica demais para ser real. Com os seus seis minaretes a romperem pelos céus e as suas múltiplas cúpulas azuis a dominarem a vista, a mesquita parece uma tela pintada ao longe que se vai tornando cada vez mais incrível (e real!) à medida que te aproximas. Assegura-te de que chegas ao seu pátio central a tempo de ouvir o Adhan para uma das experiências mais imersivas de Istambul, e não te esqueças de passar no Hipódromo – uma praça histórica Bizantina situada mesmo ao lado da Mesquita Azul.

 

PALÁCIO TOPKAPI

Depois de visitares ambos os lados da Praça Sultanahmet, segue caminho até ao Palácio Topkapi, antiga residência dos Sultões Otomanos. Um recinto a céu aberto formado por uma série de pequenos edifícios decorados com azulejos coloridos e ligados por terraços e pátios, este palácio é especialmente encantador em dias solarengos. Aqui poderás fazer um tour pelos vários salões do palácio, ver o harém onde viviam as mulheres da família do Sultão, visitar a Igreja Hagia Irene ou simplesmente desfrutar das vistas incríveis sobre o Bósforo a partir to terraço principal. Para terminar, não deves sair do Palácio Topkapi sem dar uma vista de olhos na sua coleção de artefactos religiosos, de onde constam objetos tão variados como o cajado de Moisés, um turbante de José e ainda um conjunto de pertences do Profeta Maomé.

 

MUSEUS ARQUEOLÓGICOS DE ISTAMBUL

Distribuídos por 3 ramos diferentes, os museus arqueológicos da cidade são mais uma opção interessante se estiveres à procura da melhor forma de passar 4 dias em Istambul. Entre as suas peças mais importantes, poderás encontrar mosaicos originais da Porta de Ishtar (cuja réplica mais realista pode ser encontrada na capital da Alemanha), extratos do tratado de paz mais antigo do mundo e ainda um dos leões em pedra originais do Mausoléu de Halicarnasso, uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

 

PARQUE GULHANE

Istambul é um destino verdadeiramente incrível, mas se há um defeito que lhe podemos apontar é a falta de espaços verdes acessíveis. Devido à sua imensa população, a esmagadora maioria da cidade está coberta de edifícios e blocos residenciais, tornando difícil o acesso rápido a parques e áreas verdes onde a população (e os visitantes) possam relaxar. Contudo, o Parque Gulhane é a exceção! Tendo já sido parte dos jardins oficiais do Palácio Topkapi, o Parque Gulhane está rodeado de cultura e de edifícios históricos, e embora esteja longe de ser um oásis devido às multidões que lá se acumulam, continua a ser um excelente sítio para reabasteceres energias antes de voltares para confusão da grande cidade.

 

CISTERNA DA BASÍLICA

Só mesmo em Istambul é que uma cisterna podia virar atração turística! Situada precisamente abaixo de um local onde dantes se erguia uma basílica – daí o seu nome – a Cisterna da Basílica dá-te uma perspetiva bastante interessante (e assustadora) do que existe no subsolo desta metrópole. A cisterna é também considerada um grande feito tanto no âmbito da arquitetura como da engenharia, uma vez que é suportada num esquema preciso de 336 colunas de mármore do mesmo tamanho e alinhadas precisamente da mesma forma. Se tivermos em consideração que foi construída no século XI, então o espanto é ainda maior! Assegura-te de que não regressas à superfície até que encontres a Coluna das Lágrimas e as cabeças das Medusas!

 

DIA 2 – CIDADE VELHA – DISTRITOS DE FATIH E EMINONU

Para o segundo dos teus 4 dias em Istambul, aconselho-te a explorar o restante território situado dentro das antigas Muralhas de Constantinopla e a visitar os distritos de Fatih e de Eminonu. Recheada de mercados tradicionais, quarteirões históricos e mesquitas imponentes, esta área é absolutamente obrigatória! Tem em atenção que, num calendário já bastante cheio, este será também o dia mais exigente do ponto de vista físico. A título de exemplo, andamos cerca de 18km para explorar os pontos mencionados abaixo! Mas não te preocupes – vai valer a pena:

 

GRANDE BAZAR

Se quiseres experienciar um bocadinho da confusão constante de Istambul, tenta visitar o Grande Bazar em hora de ponta! Famoso pela sua dimensão enorme e setores labirínticos, aqui é garantido que vais encontrar o que quer que seja que procures, embora pelo caminho tenhas que ser firme e dizer “Não” a centenas de proprietários que te vão convidar a entrar nas suas lojas. Pode não ser para toda a gente, mas passear pelas 61 ruas cobertas do bazar, regatear preços com os comerciantes e ver os locais calmamente sentados a jogar gamão no meio da multidão é um must quando em Istambul.

 

MESQUITA SULEYMANIYE

Sendo considerada a segunda maior mesquita da cidade, a Suleymaniye é um dos locais de culto mais impressionantes de Istambul. Situada no topo de uma das sete colinas da capital turca, é claramente um dos edifícios mais reconhecíveis da cidade, e podes facilmente identificá-la ao longe a partir de vários locais. A visita a esta enorme mesquita é obrigatória, quanto mais não seja pelas pinturas detalhadas do seu interior, pelo seu pátio principal e ainda pelas vistas magníficas sobre os distritos de Besiktas e Beyoglu a partir do terraço nas suas traseiras.

 

BAZAR DAS ESPECIARIAS

Se ainda sentires que consegues aguentar mais uma sessão de compras após visitares o Grande Bazar, podes sempre parar pelo Bazar das Especiarias. Embora muito mais pequeno do que o seu concorrente, este mercado coberto está sobretudo direcionado a produtos alimentares, como chás de ervas, frutos secos, Delícias Turcas, e claro, moooooooontes de especiarias. Aqui podes perder-te pelo labirinto de banquinhas coloridas de cheiros exóticos, e provar todas as amostras que conseguires encontrar! Assim que encontrares a saída, não te esqueças de visitar a vizinha Mesquita Nova (Yeni).

 

PONTE DE GÁLATA

Ligando o distrito de Fatih às áreas de Gálata e Beyoglu, a atual Ponte de Gálata é a quinta versão deste ponto de travessia sobre o famoso Chifre de Ouro. De longe mais eficiente e fiável do que as 4 tentativas que a antecederam, a Ponte de Gálata oferece também uma das visões mais tradicionais que poderás ver ao longo dos teus 4 dias em Istambul. Ao atravessar a ponte, irás notar que ambos os lados estão cheios de pescadores locais à procura de uma boa apanha que lhes permita vender o peixe nos restaurante das redondezas, maioritariamente frequentados por turistas como eu e tu. Para além disso, ter as imponentes Mesquitas Nova e Suleymaniye como pano de fundo certamente que ajuda a promover uma visita a esta ponte.

 

MESQUITA FATIH

Também conhecida por Mesquita do Conquistador, este local de culto islâmico e as suas redondezas são provavelmente a zona mais imersiva que experienciamos em Istambul. Praticamente não se viam quaisquer outros turistas e, por coincidência, acabamos por chegar à mesquita mesmo a tempo do Adhan, o que significa que o recinto estava cheio de devotos a preparar-se para a oração (Salah). Todo o complexo onde a mesquita está inserida é para lá de fascinante, mas o que realmente me marcou foi a súbita perceção clara de que ali estava eu – a 4000km de casa – enquadrado numa cultura e ambiente particularmente diferentes daqueles a que estou habituado. Contudo, e como de costume, a incrível hospitalidade Turca ajudaram a suavizar a transição.

 

BAIRRO DE BALAT

Considerado o antigo quarteirão judaico de Istambul, o Bairro Histórico de Balat é uma área animada e rejuvenescida, repleta de fachadas coloridas que se estendem pelas suas adoráveis ruas estreitas. Juntamente com o igualmente charmoso Bairro de Fener, estas são as áreas perfeitas para te perderes e simplesmente vagueares sem rumo. Entre as atrações mais famosas destes bairros poderás facilmente encontrar traços da sua herança judaica e ortodoxa grega, tais como a Catedral de São Jorge, o Colégio Ortodoxo Grego ou a Sinagoga Ahrida.

 

MUSEU DE CHORA

Apesar de ter sido originalmente construída como um local de culto Ortodoxo Bizantino, a Igreja de Chora levou mais tarde o “tratamento Hagia Sophia”, tendo sido convertida em mesquita aquando da conquista de Constantinopla pelos Otomanos, para mais tarde reabrir ao público como um museu. Hoje em dia, o Museu de Chora é popular entre visitantes devido aos seus preservados frescos e mosaicos Bizantinos do século XIV. Infelizmente para nós, fizemos toda a subida a pé até à colina onde o museu está situado apenas para encontrá-lo totalmente coberto de redes e andaimes, e com cerca de 80% do seu interior vedado para trabalhos de renovação. Ainda assim, pudemos pelo menos fazer um mini-tour pelas áreas abertas e ver uma pequena amostra daqueles famosos frescos – são de facto incríveis!

 

DIA 3 – ISTAMBUL MODERNA – DISTRITOS DE BESIKTAS E BEYOGLU

Com a chegada do terceiro dia, irás finalmente explorar o outro lado do Chifre de Ouro e visitar aquele que é considerado o lado moderno de Istambul. Contudo, este conceito enganador de “moderno” continua a incluir torres históricas, arquitetura do velho mundo, palácio maravilhosos e mais exemplos dos fascinantes edifícios decrépitos junto às aguas do Bósforo. Prepara-te para mais uma aventura em grande ao longos dos teus 4 dias em Istambul.

 

TORRE DE GÁLATA

Neste ponto, o mais provável é que já tenhas vislumbrado a Torre de Gálata ao longe em múltiplas ocasiões, por isso chegou a altura de finalmente a veres de perto. Melhor ainda, vais poder subi-la e desfrutar de algumas das melhores vistas em toda a Istambul! Construída pela comunidade oriunda de Génova em 1348, do topo desta torre de 66 metros de altura vais poder ter uma perspetiva diferente da península histórica que passaste 2 dias a visitar, identificando ao longe marcos como a Hagia Sophia, a Ponte de Gálata e o Palácio Topkapi, bem como as Mesquitas Azul, Suleymaniye e Fatih.

 

AVENIDA ISTIKLAL

Tal como qualquer metrópole que se preze, também Istambul tem uma grande rua comercial a condizer. Pensa na Avenida Istiklal como a correspondente turca dos Campos Elísios de Paris, da Rua Oxford de Londres ou da Stroget de Copenhaga (só para dar alguns exemplos). Ruas longas flanqueadas por arquitetura majestosa e pontos históricos, e repletas de lojas de luxo, outlets comerciais e restaurantes. Apesar da confusão constante, caminhar pela Istiklal e absorver todo o ambiente em teu redor continua a ser um dos passeios mais agradáveis em Istambul. Só uma dica: não te esqueças de fotografar o histórico elétrico (tram) da cidade!

 

PRAÇA TAKSIM

No final da Avenida Istiklal, a espaçosa Praça Taksim te espera. Embora esteja longe de ser a praça mais bonita ou encantadora da Europa, é de qualquer das maneiras o epicentro da sociedade turca, sendo um dos locais prediletos para manifestações, celebrações e ajuntamentos. No centro da praça encontrarás o Monumento da Independência, um tributo que retrata alguns dos heróis nacionais da Turquia. O exemplo mais popular é o de Mustafa Kemal Atatürk, considerado o fundador e pai da nação, e em redor do qual foi criado um autêntico culto da personalidade.

 

PALÁCIO DOLMABAHCE

O Palácio Topkapi é de facto maravilhoso, mas porquê ter apenas uma residência oficial na capital do império quando podes ter duas? Provavelmente era este tipo de pensamento que passava pela cabeça do Sultão (afinal de contas…ele podia!), e assim nasceu o Palácio Dolmabahce! Verdade seja dita, o Dolmabahce tem um ar bem mais sofisticado e adequado à realidade do século XIX (quando foi construído) do que o seu antecessor, com interiores confortáveis, um recinto enorme e jardins absolutamente magníficos. Para além disso, o novo palácio tem uma das divisões mais impressionantes que alguma vez vi – o seu Salão de Cerimónias. Podes procurar fotografias mas a realidade é que as imagens não lhe fazem justiça, por isso terás que ir ver com os teus próprios olhos!

 

PONTE DO BÓSFORO

Um verdadeiro símbolo do lado moderno de Istambul, a Ponte do Bósforo é o ponto de ligação simbólico entre Europa e Ásia. Oficialmente denominada de Ponte dos Mártires do 15 de Julho (depois da tentativa falhada de golpe de estado de 2016), é aqui que os dois continentes se encontram. Atravessa todos os 1500 metros de extensão da ponte e já poderás dizer que estiveste na Ásia – quanto mais não seja só mesmo por isso! Não me interpretes mal, o lado asiático até tem os seus pontos de interesse (como o Palácio Beylerbeyi ou o Quartel de Selimiye), mas tendo em conta que só tens 4 dias em Istambul, será melhor guardar estas atrações para um futuro regresso. Por outro lado, não percas a belíssima Mesquita de Ortakoy!

 

DIA 4 – CRUZEIRO PELO ESTREITO DO BÓSFORO

Para o teu último dia, e agora que já viste grande parte da cidade, recomendo que diminuas o ritmo e relaxes um pouco. Por esta altura, já terás percorrido a pé muitos e muitos quilómetros, por isso a melhor forma de terminares a tua visita de 4 dias em Istambul será com um passeio de barco pelo Estreito do Bósforo. Embora vás encontrar várias empresas estacionadas nos terminais de ferries a oferecer-se para te levar, tem cuidado porque nem todas podem ser fiáveis. Se quiseres jogar pelo seguro, escolhe a Sehir Hatlari – o serviço de transporte marítimo oficial de Istambul.

 

CIRCUITO CURTO (SHORT BOSPHORUS CRUISE)

Com um tempo de navegação de quase 2 horas, pode dizer-se que a versão “curta” do cruzeiro pelo Bósforo é bastante generosa! Este circuito (que, já agora, foi o que escolhemos) vai levar-te pelas margens das zonas mais bonitas de Istambul até à área de Ístinye, passando sob as pontes do Bósforo e do Fatih Sultão Mehmet, antes de fazer o caminho de regresso pela margem oposta. Ao longo do cruzeiro, poderás ver algumas das maiores atrações da cidade a partir de um ponto de vista completamente distinto. Locais como o Palácio Dolmabahce, a Mesquita de Ortakoy ou a Torre de Gálata têm um aspeto diferente quando vistos de perto ao nível da água, enquanto que as agora longínquas Mesquitas Azul e Suleymaniye adornam a paisagem de fundo. Para além disso, este circuito permite-te ainda chegar a zonas que seriam de muito difícil acesso caso optasses por visitá-las a pé ou de transportes públicos, tais como a Fortaleza Rumeli, a Torre da Donzela ou as áreas residenciais de luxo situadas nas colinas verdes do lado asiático. Estes cruzeiros partem dos terminais de Eminonu, Uskudar e Ortakoy (horários no site da empresa) e cada bilhete custa apenas 12₺.

 

CIRCUITO LONGO (LONG BOSPHORUS CRUISE)

Se quiseres uma experiência mais abrangente e um dia fora de Istambul, então o Circuito Longo pode ser exatamente o que procuras! Este passeio de 6 horas vai levar-te pelos mesmos locais do Circuito Curto antes de seguir caminho até ao Mar Negro e à vila pesqueira de Anadolu Kavağı. Uma vez chegado à vila, o ferry irá parar por cerca de 2h30 para que possas explorar a localidade, experimentar um dos muitos restaurantes de peixe e ainda visitar o Castelo de Yoros, um conjunto de ruínas onde podes desfrutar de vistas cénicas sobre o mar e os seus arredores. Uma vez mais, podes consultar os horários no site oficial da Sehir Hatlari e cada bilhete de ida-e-volta custa 25₺.


Espero que tenhas gostado das nossas dicas sobre como passar 4 dias em Istambul, uma vez que este foi exatamente o nosso itinerário de viagem! Que te parecem estes planos? Recomendas outros lugares ou atividades? Deixa a tua opinião nos comentários abaixo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here